TECLAS

BREVE HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS DE TECLAS

Entre os mais antigos instrumentos de teclas estão o órgão, o clavicórdio e o cravo. Desses, o órgão é, sem dúvida o mais antigo, aparecendo no século III a.C., embora este antigo instrumento – chamado hidraulo – não utilize um teclado no sentido moderno. Desde que foi inventado até o século XIV, o órgão permaneceu como o único instrumento de teclas. Algumas vezes, o órgão não possuía teclas, mas botões e alavancas que eram operados com a mão. Quase todo o teclado até o século XV tinha sete notas naturais (sem sustenidos ou bemóis) em cada oitava.

O clavicórdio e o cravo apareceram no século XIV, sendo o clavicórdio provavelmente o mais antigo. Durante o seu desenvolvimento, uma tecla Si bemol foi acrescentada para remediar o trítono entre o fá e o si, e outros semitons foram acrescentados. O clavicórdio e o cravo foram muito utilizados até que a adoção generalizada do piano a partir do século XVIII, após o quê, sua popularidade decresceu. O piano revolucionou os instrumentos de tecla porque o pianista poderia variar o volume (ou dinâmica) variando o vigor com que cada tecla é pressionada. O nome completo do piano é "gravicèmbalo con piano e forte" significando "cravo com suave e forte" mas pode ser encurtado para "piano-forte", que significa suave-forte em italiano.

Os instrumentos de tecla sofreram desenvolvimento no século XX. Os instrumentos eletromecânicos como o Ondes Martenot surgiram no início do século.

Os mais antigos instrumentos de teclas totalmente eletrônicos foram os órgãos eletrônicos que usavam um oscilador e divisores de freqüência junto com uma rede de filtros para produzir formas de ondas.

Muito esforço tem sido despendido na busca de um instrumento que soe como o piano mas sem o seu peso e tamanho. O piano elétrico e o piano eletrônico foram esforços iniciais que não foram bem sucedidos em reproduzir de maneira convincente o timbre do piano. Os órgãos elétricos e eletrônicos foram desenvolvidos no mesmo período.

Os anos 1960 trouxe significativo desenvolvimento dos sintetizadores que tem continuado até nossos dias. Um dos primeiros sitetizadores mais notáveis foi o sintetizador Moog, que utilizava um circuito analógico. Com o tempo, os sitetizadores digitais se tornaram comuns.

Teclados com gravador de fita foram inventados nos anos 1940 e ganharam popularidade em fins dos anos 1960 e nos anos 1970. O exemplo mais conhecido é do Mellotron. Estes instrumentos se tornaram obsoletos com a invenção dos samplers capazes de repetir samplers em qualquer altura.

Hoje, os teclados atuais têm facilidades como telas de cristal líquido (LCD), vozes e estilos altamente realísticos e gravações MIDI.


Principais marcas de teclados e pianos do mercado: Casio, Nord, Korg, Kurzweil, Roland, Yamaha

Pesquisa avançada